Cantinho da Luz

Paz e Luz!


Segundo J. Krishnamurti existem 12 sintomas de um possível despertar espiritual:

1. Uma tendência crescente de deixar as coisas acontecerem ao invés de tentar controlá-las;
2. Ataques frequentes de alegria, sorrisos sem explicação e explosões de risos a qualquer momento;
3. Sensações de estar intimamente conectado aos outros e à natureza;
4. Episódios frequentes de apreciação e admiração com coisas simples;
5. Uma tendência de pensar e agir espontaneamente, no lugar do medo baseado na experiência passada;
6. Uma nítida habilidade de curtir cada momento;
7. Uma perda da habilidade de se preocupar;
8. Uma perda do desejo por conflito;
9. Uma perda de interesse por tomar as coisas como pessoais;
10. Uma perda de apetite em julgar o outro;
11. Uma perda de interesse em julgar a si mesmo;
12. Uma inclinação em dar sem esperar nada em troca.

Ansiedade patológica

Ansiosos vivem menos, diz a sabedoria oriental. É verdade? Para os sábios do mundo antigo, não há uma quantidade de anos de vida e sim número determinado de respirações. Assim, quanto mais profundo e lento o respirar, mais tempo viveremos. A respiração está ligada diretamente ao estado físico e emocional.

A psicóloga Amélia Kassis, afirma que indivíduos tristes, inspiram lenta e demoradamente. Já as vítimas de raiva, “sentem-se cheias e bufam pois não aguentam mais nada dentro de si. E quem sente medo dispara o coração, a respiração se acelera no preparo para a fuga.”

É a ansiedade que consome a energia vital e compromete a qualidade de vida e os relacionamentos, reduz a qualidade de vida e pode adoecer seriamente, adverte a psicóloga. Esta ansiedade não é aquela natural, quando se espera por algum acontecimento especifico, mas sim a patológica, que rouba o sono. Aquela apreensão esmagadora que nos tira o foco e a concentração, e que dá vida própria a pensamentos e sentimentos indesejáveis. Os sintomas desse tipo de ansiedade variam bastante e existem até casos de obesidade e insônia que têm em sua raiz tal patologia. O diagnostico tem que ser feito por especialista e pelo conjunto de sintomas que devem perdurar, no mínimo, por seis meses.

Algumas técnicas têm se mostrado eficazes no tratamento da ansiedade, segundo a psicóloga Amélia Kassis, como a psicoterapia, que ajuda que a melhorar a percepção do individuo sobre si mesmo e o mundo, aumentando sua autoestima e desenvolvendo sua capacidade de sentir prazer. O ioga, também pode ajudar o paciente a reaprender a respirar, aumentando a consciência e o controle de si mesmo. Outras sugestões são a terapia corporal, que aumenta sua percepção corporal e redireciona sua energia vital, e a massagem, que permite trabalhar em pontos específicos do corpo para equilibrar e administrar conflitos físicos e emocionais.

*Fonte de pesquisa: Jornal Vida Integral – Edição nº 369 de Março de 2013

  • 0 Comentário
  • Categoria(s): Bem viver
  • Ensinamentos de Buda

    Estamos sempre correndo no dia-a-dia, querendo dar conta de muita coisa aos mesmo tempo. Por que complicamos a nossa vida? Segundo Krishnamurti viver na simplicidade gera menos stress e mais equilíbrio.Vejamos uma passagem de Buda que traz algumas reflexões.


    Conta a tradição oriental que certa vez Sidarta Gautama, já em idade bem avançada, passava por uma floresta junto com seus discípulos quando encontrou aprendizes de outro mestre, e um deles logo foi dizendo: “Nosso mestre é um grande avatar. Ele levita e faz materializações extraordinárias. Nós mesmos: presenciamos isso, somos testemunhas!” E, fixando o olhar nos discípulos de Buda, inquiriu: “O que vocês têm a dizer sobre seu mestre? O que ele pode fazer, que milagres realiza?”

    Sidarta Gautama tudo escutava silenciosamente e deixou a cargo de seus companheiros a resposta. Apenas observava o desempenho de cada um.Então, um logo se adiantou e respondeu: “Nosso mestre, quando está com fome, come; e quando ele tem sono, dorme. Ele nos ensina a andar, quando estamos andando; a comer, quando estamos comendo; a sentar, quando estamos sentados.

    E um deles, inconformado, exclamou: “O que vocês estão falando?! Chamam de milagres o óbvio?! Todos fazem essas coisas!”

    E o ponderado discípulo de Buda retrucou: “Engano de vocês. Quase ninguém faz isso. Quando as pessoas dormem pensam sem cessar, estão dispersas no sono. Quando comem, estão distraídas, falando mil coisas. Quando andam, estão desatentas e qualquer ocorrência lhes rouba a atenção. Mas, quando meu mestre dorme, ele apenas dorme: somente o sono existe naquele momento, nada mais. E quando sente fome, ele apenas come. Ele sempre está no lugar onde deve estar, ou seja, jamais é arrebatado pelos fatos ou acontecimentos que se foram e pelos que hão de vir; vive sempre no momento presente.”

    Retirado do livro Um Modo de Entender – Uma Nova Forma de Viver, de Francisco do Espírito Santo Neto, pelo espírito Hammed

    “O ego precisa de alimento e proteção o tempo todo. Tem necessidade de se identificar com coisas externas, como propriedades, status social, trabalho, educação, aparência física, habilidades especiais, relacionamentos, história pessoal e familiar, ideais políticos e crenças religiosas. Só que nada disso é você. Levou um susto? Ou sentiu um enorme alívio?” (…)“Mais cedo ou mais tarde, você vai ter que abrir mão de todas essas coisas. Pode ser difícil de acreditar, e eu não estou aqui pedindo a você que acredite que a sua identidade não está em nenhuma dessas coisas.” (O Poder Do Agora, Eckhart Tolle)

    Excelente o artigo “O que é ego” de Fabian Dias publicado no Jornal Lumiére. Fabian Dias aponta sete passos para superar o controle do ego segundo o Psicoterapeuta Wayne W. Dyer.

    Segundo Wayne W. Dyer existem sete passos para superar o controle do ego. São eles:

    1 – Pare de se sentir ofendido

    É o ego no controle convencendo você que o mundo não deveria ser como é. Quem se sente ofendido é a máscara, é o ego, a sua Essência Divina jamais se ofende. Ficar ofendido cria o mesmo tipo de energia destrutiva que, a princípio, o feriu, e leva a agressão.

    2 – Abandone “O querer vencer”

    O ego nos divide entre ganhadores e perdedores. Você não se resume às suas vitórias e conquistas. Não há perdedores num mundo onde compartilhamos da mesma fonte de energia, existem apenas experiências, e estas servem para o nosso aprendizado e crescimento. Quando paramos com a necessidade de vencer estamos nos colocando numa posição de observador, percebendo e apreciando tudo sem a necessidade de “troféus”. Esteja em paz.

    3 – Abandone “O querer estar certo”

    O ego impulsiona a julgar e querer estar certo, sendo a raiz de muitos conflitos. Ao deixar de querer estar certo, você fortalece a sua conexão com a Fonte.

    4 – Abandone “O querer ser superior”

    É bem recomendável nos concentrarmos em ser melhores do que fomos, do que em sermos melhores do que os outros. Quando projetamos sentimentos de superioridade, estamos fortemente nos identificando com o ego.

    5 – Deixe de querer ter mais

    A palavra preferida do ego é “mais”, nunca está satisfeito, nunca é o suficiente. Já estamos “lá”, quando percebemos que ao eliminarmos a necessidade de “mais” as coisas chegam até você no momento exato, nem um segundo atrasado nem um segundo adiantado, sempre no momento exato. Nesse estado você permite que a abundância lhe banhe, você se alinha com a Fonte e deixa a energia fluir.

    6 – Abandone A idéia de você baseado em seus feitos

    O ego lhe faz acreditar que você é o que você realiza. Você não é esse corpo físico e seus feitos. Tudo emana da Fonte. Você e a Fonte são um só! Quanto menos apego a seus feitos e realizações, mais paz e gratidão, maior a conexão com o Divino.

    7 – Deixe sua reputação de lado

    A reputação existe na mente dos outros, você não tem controle sobre isto. Conecte-se com o coração e deixe fluir a beleza do Divino que vem de dentro de você. O caminho é sempre interno, buscando fora estamos nos afastando cada vez mais da nossa Essência.

    Leia o artigo completo “O que é ego” de Fabian Dias publicado no Jornal Lumiére

    *Posts relacionados:

    - Faça do Agora o foco principal da sua vida

    - Cantinho da Luz

    - Ego e Espírito

  • 0 Comentário
  • Categoria(s): Psicologia
  • “Devemos praticar a meditação com regularidade e moderação em toda a nossa vida diária não desperdiçando nenhuma oportunidade ou ocasião para ver em profundidade a verdadeira natureza da vida. Praticando a conscientização dessa forma, permanecemos em profunda comunhão com a vida”

    (Do livro “Paz a cada passo” – Thich Nhat Hanh)

    Uma equipe de psiquiatria do Hospital Geral de Massachusetts (EUA) realizou o primeiro estudo sobre como a meditação afeta o cérebro. As conclusões, recentemente publicadas no «Psychiatry Research», referem que a prática regular – até oito semanas – pode levar a alterações consideráveis em determinadas regiões cerebrais, relacionadas com a memória, a autoconsciência, a empatia e o stress.

    A investigação sugere que a transformação é benéfica para a saúde física e mental. Apesar de ser uma prática relacionada com a tranquilidade e o relaxamento, os médicos já confirmaram que “proporciona benefícios cognitivos e psicológicos persistentes durante um dia inteiro”, segundo referem os cientistas norte-americanos.

    O trabalho mostra que as alterações presentes na estrutura cerebral podem estar relacionadas com esse rendimento. A autora da investigação, Sara Lazar, já tinha realizado estudos onde tinha encontrado diferenças estruturais no cérebro dos profissionais da meditação, ou seja, em pessoas com experiência neste tipo de práticas, em relação a outras pessoas sem antecedentes. As diferenças mais significativas verificaram-se na espessura do córtex cerebral, especialmente em áreas associadas à atenção e integração emocional.

    Na investigação corrente, a equipe utilizou imagens por ressonância magnética da estrutura cerebral de 16 voluntários, durante duas semanas antes e depois de realizarem um curso de meditação de oito semanas – programa definido pela Universidade de Massachusetts, para reduzir o stress.

    O curso previa reuniões semanais, que incluíam a prática de meditação consciente, centrada na consciência e sem prejuízo de sensações e sentimentos, os voluntários receberam gravações em áudio para continuarem o exercício em casa.

    Alteração da massa cinzenta

    Cada participante passou 27 minutos por dia a meditar, praticando os exercícios recomendados. Respostas a um questionário assinalavam melhorias significativas, comparativamente às semanas anteriores. A análise das imagens por ressonância magnética mostrou uma evolução na massa cinzenta, localizada no hipocampo – zona cerebral implicada na aprendizagem, memória, estruturas associadas à autoconsciência, compaixão e introspecção.

    Verificaram ainda uma diminuição da massa cinzenta na amígdala cerebral, o conjunto de núcleos neuronais nos lobos temporais, relacionados com a diminuição do stress. Contudo, nenhuma destas alterações foi observada no grupo de controlo dos restantes voluntários, ou seja, nos que não praticaram meditação.

    Segundo o grupo de investigação, os resultados mostram a plasticidade do cérebro e como, mediante a meditação, este se molda e altera, de forma a aumentar o nosso bem-estar e a nossa qualidade de vida. Os avanços abrem portas para novas terapias para pacientes que sofram graves problemas de stress e stress pós-traumático, por exemplo.

    *Fonte: http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=47128&op=all

    *Posts relacionados:
    - Meditação pode proteger o cérebro de doenças psiquiátricas

    - Cantinho da Luz

    *Leia Mais:
    - Meditação altera estrutura do cérebro em oito semanas

    O Correio do Estado publicou que a Meditação pode proteger o cérebro de doenças psiquiátricas. Um novo estudo descobriu que pessoas que praticam meditação parecem ser capazes de desligar áreas do cérebro associadas aos distúrbios psiquiátricos, como o autismo e a esquizofrenia.

    Aprender como o cérebro funciona durante a meditação pode ajudar no avanço de pesquisas em dezenas de doenças, de acordo com o autor da análise, Judson Brewer, professor assistente de psiquiatria da Yale University, nos EUA.

    Ele e sua equipe utilizaram exames de ressonância magnética para escanear a atividade cerebral em praticantes de meditação novatos e experientes.
    Os habilidosos diminuíram a atividade na rede normal do cérebro ligada a lapsos de atenção e distúrbios como ansiedade, transtorno do déficit de atenção, mesma região responsável pela construção de placas associadas à doença do Alzheimer.

    Os pesquisadores descobriram também que quando o “modo normal” de trabalho do cérebro está ativo, regiões associadas com o automonitoramento e controle cognitivo também estão ativadas. Isso é atestado apenas em quem medita há muito tempo, mas não em quem é novato na meditação.

    A interpretação dos autores é que este comportamento sugere que, quem medita, monitora e suprime constantemente pensamentos egoístas.

    Os indivíduos que meditavam há muito tempo foram capazes de coativar duas regiões do cérebro durante a meditação e também enquanto descansavam, sugerindo que eles tenham desenvolvido um modo padrão novo, mais centrado no presente. “A habilidade da meditação de se focar no momento é parte da filosofia e da prática contemplativa há milhares de anos”, disse Brewer, no material de divulgação da Universidade de Yale.

    “A marca registrada de muitas doenças mentais é uma preocupação com os próprios pensamentos, uma condição que a meditação parece afetar. Isso nos dá boas pistas sobre como os mecanismos neurais podem estar trabalhando clinicamente.” O estudo foi divulgado na edição de Novembro da revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences.

    Posts relacionados:

    -Cantinho da Luz

    -Os centros de força: chakras

    Com a acumulação de projeções astrais, a pessoa começa a ter, de forma espontânea, lembranças saudáveis de vidas passadas. Segundo Wagner Borges, os conhecimentos ocultos na memória subconsciente funcionam como ativadores do potencial parapsíquico da consciência reencarnada,
    provocando projeções espontâneas e, muitas vezes, fazendo fluir as lembranças anteriores, através da retrocognição extrafísica, não só para as existências anteriores, mas também, para os períodos intermissivos, entre as vidas, no plano extrafísico.

    Alguns pesquisadores desenvolveram técnicas para acessar as vidas passadas como o Dr. Brian Weiss. O envolvimento do Dr. Brian Weiss com a Terapia de Vidas Passadas começou em 1980 com uma paciente a quem ele chama de Catherine. Após quase um ano de terapia convencional, a moça não havia feito grandes progressos em seu tratamento. Dr. Weiss sugeriu, então, tentar a hipnose. Foi aí que, em vez de regredir à infância, celeiro dos maiores traumas da vida adulta das pessoas, Catherine voltou 4.000 anos no tempo, lembrando-se com riqueza de detalhes de sua vida no Egito Antigo. Até o episódio com Catherine, Dr. Brian Weiss afirma que não era um homem religioso, nem acreditava que reencarnação fosse algo real. Porém, ele teve de se curvar diante das provas evidenciadas por sua paciente. A partir de então, o psicanalista passou a usar a Terapia de Vidas Passadas como seu principal método de trabalho.

    A história completa de Catherine e de seu tratamento está registrada no livro Muitas Vidas, Muitos Mestres.

    Vídeo sobre Retrocogniçao

    Post relacionado:

    Sonhos 3ª parte

    Solidão e autoconhecimento

    Inicio e termino essa postagem sobre solidão com dois pensamentos de Clarice Lispector sobre a solidão.

    Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite. (Clarice Lispector)

    A maioria das pessoas fogem da solidão, pois tem medo de ficar sozinhas. Mas, um momento crucial em nossas vidas que todos terão que enfrentar mais dia menos dias, é a morte. E nesse momento não tem jeito, por mais que estejamos sempre rodeados de pessoas, de parentes, vamos estar sozinhos com Deus ou com a idéia do divino que construímos ao longo da existência.

    Segundo o psicólogo Jadir Lessa, a solidão é a condição do ser humano no mundo. Todo ser humano está só. Esta é a grande questão da existência, mas não significa uma coisa negativa, nem que precise de uma solução definitiva. Ou seja, a solução não é acabar com a solidão, não é deixar de sentir angústia, suprimindo este sentimento. A solução não é encontrar uma pessoa para preencher o vazio existencial, não é encontrar um hobby ou uma atividade. A solução não é se matar de trabalhar e se concentrar nisso para não se sentir sozinho. Também não é encontrar uma estratégia para driblar a solidão.

    A solução é aceitar que se está só no mundo. Simplesmente isso. E sabendo-se só no mundo, viver a própria vida, respeitar a própria vontade, expressar os próprios sentimentos, buscar a realização dos próprios desejos. Quando se faz isso, a vida se enche de significado, de um brilho especial.

    O objetivo não é fingir que a solidão não existe, não é buscar a companhia dos outros, porque mesmo junto com os outros você está e sempre será solitário. O outro é muito importante para compartilhar, trocar. O outro é muito importante para a convivência, mas não para preencher a vida, não para dar sentido e significado à uma outra existência. A presença do outro nos ajuda, compartilhando, mostrando a parte dele, dando aquilo que não temos e recebendo aquilo que temos para dar, efetivando a troca. Mas o outro não é o elemento fundamental para saciar a angústia ou para minimizar a condição de solidão.

    Cada um de nós nasceu só, vive só e vai morrer só. A experiência de cada um de nós é única. O nascimento é uma experiência única, pois ninguém nasce pelo outro. Da mesma forma que a morte é uma experiência única, pois ninguém morre pelo outro. E a vida inteira, cada momento, cada segundo da existência, é uma experiência única, pois ninguém vive pelo outro.

    Muitas pessoas sentem dificuldade de estarem a sós consigo mesmas. Não conseguem viver intensamente a sua própria vida. Muitas vezes elas acreditam que o brilho e o encantamento da vida se encontram no outro e não nelas mesmas. Sua vida tem um encantamento, um brilho, algo de especial porque é sua, apenas sua. Independentemente do que você esteja fazendo, sua vida pode ser intensa, prazerosa, simplesmente pelo fato de ser sua e por você ser único. Cada um de nós pode ser uma pessoa especial para si mesmo.

    Aproveito a oportunidade de para compartilhar a reflexão de Ana Lúcia Santana sobre a solidão.

    Solidão – Ana Lúcia Santana

    A solidão é uma condição interior do Homem, uma sensação de carência absoluta, de um objetivo ou um desejo que sempre se desloca, gerando na alma esta percepção da falta. Os religiosos afirmam que este sentimento de separação, de desvinculação com alguma coisa que não se pode definir, indica que o ser humano está apartado do Criador, sinônimo de Eu Superior, Self ou o Todo no âmbito da psicologia.

    Sociologicamente pode-se dizer que a solidão é fruto da marginalização social, da exclusão do indivíduo da sociedade convencional, por inadaptação ou pela recusa em seguir determinados parâmetros fixados socialmente. De acordo com esta ciência, quem não consegue conviver com as pessoas é, de certa forma, expulso do meio, e assim se sente sozinho.

    Atualmente, com a conquista de uma liberdade financeira cada vez maior, muitas pessoas, independente de sexo ou faixa etária, vivem sós, mas não se sentem necessariamente sozinhas, pois elas revelam estar bem assim, pois optaram por esta condição existencial, o que não significa que elas foram excluídas ou se auto-exilaram da vida social, mas apenas que escolheram manifestar sua independência desta forma. Mesmo porque alguém pode estar no meio de uma multidão e assim mesmo se sentir sozinho.

    Para o filósofo alemão Martin Heidegger, a solidão é o estado inato do Homem, cada ser está por si só no mundo. Assim, cada indivíduo nasce sozinho, morre na mesma condição e vive suas experiências pessoais também desta forma, por mais que esteja sempre cercado de outras pessoas, pois ninguém pode vivenciar seu aprendizado, cabe a cada um enfrentar sua própria travessia.

    Cada ser enfrenta sua solidão de forma diferente, o que explica porque os distúrbios psíquicos afetam alguns, e não outros. Algumas pessoas aceitam sua condição e nela percebem a possibilidade de serem independentes, são assim verdadeiras; outras se sentem desamparadas, culpam a Deus e a todos por se sentirem sós, ficam paralisadas e buscam no outro a proteção que deveriam buscar em si mesmas, sacrificando sua personalidade. A solidão pode provocar sentimentos negativos, como a angústia, esta emoção perturbadora que nasce da consciência da morte, não só da finitude orgânica, mas do fim de cada potencialidade da vida, de cada anseio, de cada propósito. Toda ruptura, toda separação, leva à sensação de perda e, consequentemente, à solidão.

    O sentimento da solidão também nasce da incapacidade das pessoas de se voltarem para si mesmas, de mergulharem no processo de autoconhecimento. Desta forma elas se distanciam de si mesmas e passam a procurar no outro o que deveriam buscar em seu íntimo.

    O Homem deve aprender a ser só, a aceitar este estado natural, preparando-se assim para viver plenamente e concretizar suas metas. Pretender que não se está sozinho e não se alimenta a angústia na alma e tentar amenizar estas sensações vivendo a vida do outro, não soluciona em ninguém o problema da solidão.

    …Que minha solidão me sirva de companhia.
    que eu tenha a coragem de me enfrentar.
    que eu saiba ficar com o nada
    e mesmo assim me sentir
    como se estivesse plena de tudo.
    (Clarice Lispector)

    *Posts relacionados:

    -Linguagem simbólica dos sonhos

    -A vida social é natural?

    -O autoconhecimento é o começo da sabedoria

    Tudo passa

    Quando eu tinha 19 anos nossa família passou pela dor de perder um ente querido, quando meu pai desencarnou. Conversando com uma sobrinha a respeito da dor que senti na época eu dizia a ela que fiquei muito triste, parecia que o mundo ia acabar, mas depois de algum tempo eu comecei a pensar: apesar de toda dor que estou sentindo, o sol continua a nascer todos os dias, os passarinhos cantam anunciando um novo dia e a vida continua. Com esses pensamentos acordei e encarei a vida de frente.

    Não vou falar muito sobre isso, porque eu sei o quanto é difícil passar por isso. Sou solidária com as pessoas que perdem um ente querido. O estudo sobre o mundo espiritual me fez entender muita coisa. Tive encontros com meu pai no mundo espiritual, mais para frente vou postar o acontecido.

    O sofrimento da perda de alguém afeta a todos, e nenhuma família é poupada de passar por isso. Demora para cicatrizar a ferida, mas a saudade. Ah! A saudade, só o tempo ameniza. Como diz Chico Xavier: Tudo passa! Hoje estou muito nostálgica, me desculpem.

    Meu pai querido, onde estiver receba minhas energias de amor e de gratidão! Obrigada por ter me dado a vida juntamente com minha mãezinha. Amo muito vocês dois! Beijos José e Mira! Sou muito grata a vocês!!!

    Não percas a tua Fé

    Não percas a tua fé entre as sombras do mundo.

    Ainda que os teus pés estejam sangrando, segue para frente, erguendo-te por luz celeste acima de ti mesmo.

    Crê e trabalha.

    Esforça-te no bem e espera com paciência.

    Tudo passa e tudo se renova na Terra, mas o que vem do Céu permanecerá.

    De todos os infelizes, os mais desditosos são os que perderam a confiança em Deus e em si mesmos, porque o maior infortúnio é sofrer a privação da fé e prosseguir vivendo.

    Eleva, pois, o teu olhar e caminha.

    Luta e serve. Aprende e adianta-te.

    Brilha a alvorada além da noite.

    Hoje, é possível que a tempestade te amarfanhe o coração e te atormente o ideal, aguilhoando-te com a aflição ou ameaçando-te com a morte.

    Não te esqueças, porém, de que amanhã será outro dia…

    Meimei – Psicografia de Chico Xavier



    *Posts relacionados:

    - Solidão e autoconhecimento

    - A arte de elevar-se

    - Lucidez no sonho e projeção

    “Colcha de Retalhos” é um filme que narra as experiências de vida de um grupo de mulheres, que costumam reunir-se a cada ano para confeccionar uma colcha de retalhos. Cada uma delas borda um pedaço de pano que é algo relacionado com o sentimento de cada uma delas, no final elas unem todos os pedaços formando uma linda colcha artesanal. No início do filme pode-se observar em uma cena, que foca o desenrolar de um carretel de linha, fazendo uma comparação entre este procedimento e a vida do ser humano: a vida se desenrola aos poucos, em uma seqüência, exatamente da mesma forma que o rolo de linha.

    Penso que nossa vida é como uma colcha de retalhos, cada pedacinho é uma parte da nossa história. Na formação de nossa personalidade recebemos influências do ambiente, família, religião, trabalho e sociedade em geral. Mas também vamos formando uma base filosófica na nossa vida, fruto das várias reflexões que vamos fazendo ao longo de nossa existência.

    Não perderei a oportunidade de relatar a vocês a minha primeira reflexão de um livro que li quando era adolescente. O título do livro é “Olhos de ver” (desconheço o Autor) e na página 71, a personagem Avó Tia Ana diz a Ricardo:

    “Envelheci com uma imensa paz interior, com iguais parcelas de felicidade e tristeza. Um perfeito equilíbrio de emoções.”

    (Ana)

    A paz interior, o equilíbrio e o autoconhecimento eu procuro buscar mecanismos que me ajudem a interiorizar na minha vida cotidiana. E penso, que a leitura nos ajudam bastante, pois temos verdadeiros altruístas na humanidade que compartilham conosco as suas reflexões mais íntimas. Em homenagem a Eles criei os Meus Blogs, cada um fazendo um enfoque diferente dessa minha busca.

    Nessa página exponho os pensamentos que me influenciaram e que são Pérolas das reflexões de muitos pensadores, escritores, psicólogos e filósofos que admiro e alguns que são meus, advindos de minhas próprias reflexões. Alguns deles foram os geradores de muitas postagens, outros apenas porque me tocaram a alma.

    Faço um convite a todos os internautas que acompanham os meus blogs para juntos acompanharem esse processo de construção da Colcha de Retalhos Pérolas da Vida.


    Pensamentos que se unem…

    Amado
    Rervo
    Ana Bezerra André
    Luiz
    Chafic Jbeili
    Eckhart Tolle Ermance
    Dufaux
    Policastro
    Meira
    Chico Xavier
    Geraldo
    Eustáquio
    Eurícledes
    Formiga
    Glória Hurtado Hammed
    Letíca
    Thompson
    Jimenez Joanna de
    Ângelis
    Jung
    Hipócrates Krishnamurti Vera
    Bassoi
    Silvia
    Schmidt
    Içami Tiba Leonardo
    Boff
    Vedas Henfil
    Pietro
    Ubaldi
    Vilma
    Medeiros
    Maktub Nando
    Cordel

    barraflorida-12

    “As causas das doenças somos nós sobre nós mesmos, e, para que tenhamos equilíbrio fisiológico, é preciso cuidar de nossas atitudes íntimas, conservando a harmonia na alma.” (Hammed – Renovando Atitude)

    Post relacionado: Cura a ti mesmo

    “O desenrolar natural do processo de vida cria nessa criança uma grande ferida. E a quem cabe cuidar? Àquele que, dentro de si, descobre a sua criança, acuada, rejeitada, esquecida…” (Vera Bassoi)

    Post relacionado: Nossa criança interior

    “Quando a nossa mente, por atos contrários à Lei Divina, prejudica a harmonia de qualquer um desses fulcros de força de nossa alma, naturalmente se escraviza aos efeitos da ação desequilibrante, obrigando-se ao trabalho de reajuste.” (André Luíz)

    Post relacionado: Os centros de força: chakras

    “Todos os seres vivos, dos mais rudimentares aos mais complexos, se revestem de um “halo energético” que lhes corresponde à natureza.” (André Luíz)

    Post relacionado: Aura: halo energético

    “Não desanime perante o fracasso,supere-se transformando em aprendizado.” (Dr. Içami Tiba)

    Post relacionado: A arte de viver bem

    “O sonho é uma expressão da vida real da personalidade. O espírito procura atender a desejos e intenções inconscientes e conscientes durante esse tempo de liberdade temporária.” (Livro dos Espíritos)

    Post relacionado: Onde está o seu tesouro?

    “Uma convivência pacifica com as imperfeições, a caridade conosco, será fonte de apaziguamento e elevadas emoções.” (Ermance Dufaux)

    Post relacionado: Caridade para com nós mesmos

    “Buscar felicidade, amor, esperança fora de nós leva à ilusão, ao sofrimento; encontrar felicidade, paz, alegria dentro de nós requerautoconhecimento.” (Krishnamurti)

    Post relacionado: O autoconhecimento é o começo da sabedoria

    “Ora, se temos a nuvem de bactérias produzidas pelo corpo doente, temos a nuvem de larvas mentais produzidas pela mente enferma, em identidade de circunstâncias. ” (André Luíz – Os mensageiros)

    Post relacionado: Cura da alma

    “Cada um é, na sua simplicidade, sua maneira grande ou pequena de contribuir com a história, um pedacinho de vida útil na construção do mundo.” (Letícia Thompson)

    Post relacionado: Ninguém é indispensável

    “A vida da gente deve ser levada do jeito do rio. Deixar que corra como deve correr. Sem apressar e sem represar. Sem ter medo da calmaria e sem evitar as cachoeiras.”(Henfil)

    Post relacionado: A lição do rio

    “Precisamos descobrir dentro de nós as qualidades e potenciais, despertá-las e colocá-las em ação.” (Policastro Meira)

    Post relacionado: Sombra positiva e negativa

    “Jamais matamos o “homem velho” dentro de nós, podemos sim, conquistá-lo, renová-lo, educá-lo.Não eliminamos nada do que fomos um dia, transformamos para melhor.” (Ermance Dufaux)

    Post relacionado: O homem novo

    “Não dramatizes provações ou problemas. Conserva o hábito da oração para que se te faça luz na vida íntima.” (Chico Xavier)

    Post relacionado: Vencerás

    “Temos apenas um cérebro que se divide em três regiões distintas.(…) Num deles moram o hábito e o automatismo; no outro residem o esforço e a vontade; e no último demoram o ideal e a meta superior a ser alcançada. Distribuimos, deste modo, nos três andares, o subconsciente, o consciente e o superconsciente. Como vemos, possuímos, em nós mesmos, o passado, o presente e o futuro.” (André Luíz – No Mundo Maior)

    Post relacionado: A casa mental

    “Pensar que se tem sempre perto de si seres que vos são superiores, que estão sempre aí para vos aconselhar, vos sustentar…” (Livro dos Espíritos)

    Post relacionado: Espírito protetor

    “A cólera, a intemperança, os desvarios do sexo, as viciações de vários matizes, formam criações inferiores que afetam profundamente a vida íntima. Quase sempre o corpo doente assinala a mente enfermiça.” (André Luiz – Obreiros da Vida Eterna)

    Post relacionado: Doenças da alma

    “O renascimento corporal é programado para que a criatura encontre nas ocorrências da existência os ingredientes precisos à sua transformação.” (Ermance Dufaux)

    Post relacionado: Expurgo psíquico

    “Tudo o que eu sei é que a vida é linda. E que enquanto houver um mínimo de Ternura para oferecer… A vida vale pena viver.” (Letíca Thompson)

    Post relacionado: Eu nada sei…

    “Esse alguém quer resgatar o seu divino direito à liberdade de ser único.Esse alguém é sua Alma.” (Silvia Schmidt)

    Post relacionado: Ouça a sua alma

    “A paz no mundo começa dentro de mim quando eu me aceito, de corpo e alma,e reconheço meus defeitos, com paciência e calma…” (Geraldo Eustáquio de Souza)

    Post relacionado: A Paz no mundo

    “Por que nós dividimos a vida, chamando isto bom e aquilo ruim, criando o conflito dos opostos?”(Krishnamurti)

    Post relacionado: O conflito entre os opostos

    “Acalme meu passo, Senhor, e inspire-me a enterrar minhas raízes no solo dos valores duradouros da vida, para que eu possa crescer até as estrelas do meu destino maior.” (Amado Rervo)

    Post relacionado: Acalma meu passo Senhor

    “O homem pode viver individualmente, mas só pode sobreviver coletivamente.” (Vedas)

    Post relacionado: Pássaros do mesmo ninho

    “É na simplicidade que encontramos a solução dos maiores problemas.” (Krishnamurti)

    Post relacionado: Liberdade e simplicidade

    barraflorida-12




    Muita paz e muita luz!!!


    (Clique Aqui)

    Pensamentos que se unem...

    (Clique Aqui)


    blinkie3b

























    A Luz está dentro de Ti...
    (Cantinho da Luz)
    "Há uma grande alegria no compreendermos e descobrirmos o que somos."
    (Krishnamurti)


    Caminhos da paz...

    (Via de Paz)
    "Comece em você a paz que você quer ver no mundo."
    (Ghandi)














    blinkies1c1

    Contador de visita





    Pombinha1 Esta pombinha viaja de blog em blog, ajude-a a levar a paz ao mundo levando-a para o seu. Pousou no meu no dia 12/09/09.





    Pensamento

    "Você não pode estar só se gostar da pessoa com quem fica quando está sozinho." (Wayne Dyer)



    Minutos de Sabedoria

    70- Renove sua saúde por meio de afirmações positivas. Todas as suas células e seus órgãos cumprirão integralmente seus deveres, se você não os maltratar com pensamentos negativos de descrença, de medo, de raiva nem de vingança. (Minutos de Sabedoria – C.T. Pastorino)




    Oração da Serenidade


    Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas que não podemos modificar, coragem para modificar aquelas que podemos e sabedoria para distinguir umas das outras.
    barrinha11



    Que brilhe a vossa luz!

    estrela piscante1


    (Sites de Luz)



    Direitos autorais

    As imagens são retiradas da internet, algumas sem créditos para a autoria. Textos ou frases que não são escritos por mim, são mencionados o nome do autor. Caso tenha tenha colocado algum texto ou imagem que te pertencem, entre em contato que colocarei os devidos créditos ou se quiser retirarei do Blog.




    Blogosfera

    Central Blogs