Jesus no coração

jesus-no-coraçãoAbra o seu coração
Deixe nele entrar a luz,
Faça dele lar de amor
Onde habite Jesus.
(Irmã Scheilla)

 

Enquanto não trouxer Jesus no coração, o homem não saberá o que fazer de si mesmo. (Chico Xavier)

No Livro dos Espíritos, questão 625, Allan Kardec pergunta aos Espíritos Superiores: “Qual o ser mais perfeito que Deus ofereceu ao homem para servir-lhe de guia e modelo?”

E a resposta foi clara: “Jesus”.

jesus-guiaAllan Kardec faz o comentário de que “Para o homem, Jesus constitui o tipo de perfeição moral a que a Humanidade pode aspirar na Terra.” Como cristãos estudamos o Evangelho, lemos os ensinamentos do Mestre Jesus, mas seguimos a vida dando prioridade ao lado material, à ilusão dos prazeres da carne, e esquecemos que a maior preocupação que o Mestre nos adverte não é darmos prioridade apenas para com as coisas do mundo, que a traça e a ferrugem destroem e sim, com as coisas da alma. Não queremos dizer que com isso devamos ignorar as nossas necessidades materiais e as do corpo físico.

O Espírito São Vicente de Paulo, que foi colaborador espiritual na elaboração do Espiritismo, afirma no capítulo XIII, item 12, do “O Evangelho segundo o Espiritismo”: “Eu desejaria que se votasse mais interesse, mais fé às leituras evangélicas; mas abandona-se esse livro, considerado como texto quimérico, mensagem cifrada; deixa-se no esquecimento esse código admirável. Vossos males provêm do abandono voluntário desse resumo das leis divinas. Lede, pois, essas páginas ardentes sobre a abnegação de Jesus, e meditai-as.”

Para Emmanuel, “O espírita que não cogitou da sua iluminação com Jesus-Cristo, pode ser um cientista e um filósofo, com as mais elevadas aquisições intelectuais, mas estará sem leme e sem roteiro no instante da tempestade inevitável da provação e da experiência, porque só o sentimento divino da fé pode arrebatar o homem das preocupações inferiores da Terra.” [1]

O Evangelho é rico em roteiros que o Mestre nos deixou e promovem o despertamento próprio, e a própria iluminação…

Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. (João 8:32)

Bem-aventurados os pobres de espírito, os que choram, os mansos, os misericordiosos, os brandos e pacíficos… (Mt, 5)

Vós sois o sal da terra. Sois a Luz do Mundo! (Mt, 5:13-14)

E Ele como Espírito iluminado que conhece todos os percalços que devemos percorrer para chegar ao Pai, como a nos ensinar a manter sempre o foco no nosso objetivo, nos aponta o caminho

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. (João 14:6)
Caminho esse que consiste em seguir seus passos, e manter em nosso íntimo seus ensinamentos como verdades imutáveis, como expressões das leis de Deus, e com isso mudamos o foco de nossos interesses. Interesses esses, mais verdadeiros e eternos, que preencherão nossa alma intimamente de satisfação e bem estar contínuo.

É urgente que o Evangelho de Jesus seja colocado em prática na nossa vida, pois, em sua essência, o Evangelho representa o mais elevado código de conduta ética existente na humanidade.

Em cada passagem, em cada episódio envolvendo a vida de Jesus, os ensinamentos se dirigem ao nosso coração, propondo uma reprogramação de nossa maneira de pensar, sentir e agir.

Segundo Emmanuel, “A grandeza da doutrina não reside na circunstância de o Evangelho ser de Marcos ou de Mateus, de Lucas ou de João; está na beleza imortal que se irradia de suas lições divinas, atravessando as idades e atraindo os corações.” E ainda, que “Jesus, no Tabor, ensina a Humanidade a desferir, das sombras da Terra, o seu vôo divino para as luzes do Céu.” [2]

Somos atraídos a buscar essa fonte de preceitos morais que sacia a fome e sede do Divino em nós e aos poucos vamos compreendendo que podemos nos esforçar para praticar esse roteiro sublime, porque a cada passo, a cada resolução rumo a vivência evangélica, vamos nos sentindo mais fortes e aos poucos percebemos que hoje estamos melhores que ontem, e se nos esforçarmos mais, com certeza estaremos amanhã melhores que hoje.

REFERÊNCIAS

[1] O Consolador – Emmanuel/Francisco C. Xavier, questão 236
[2] A caminho da luz – Emmanuel/Francisco C. Xavier

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on Pinterest

Vilma Cândida

Vilma Cândida é professora aposentada e blogueira. Formação em Pedagogia pela Unesp, com Pós Graduação em Psicopedagogia e Pós Graduação em Terapias Alternativas pela UNIFRAN de Franca. [Saber mais] [Redes Sociais] [Cantinho da luz]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *